5 combinações de alimentos que devemos evitar

Por Mariana Costa

Uma boa forma de começar a entender a questão da combinação de alimentos é considerar o conceito “tempo”. Alguns alimentos demoram muito para serem digeridos, outros são digeridos rapidamente. Frutas levam de 30 a 60 minutos para serem processados, vegetais, grãos e feijão, 2 horas; carne e peixe cozidos, 3 a 4 horas; marisco em conchas, 4 a 8 horas.Ao combinarmos alimentos com diferentes tempos de digestão começamos a ter problemas, pois a digestão deixa de ser eficiente. Se os alimentos param no estômago ou intestinos em vez de serem eficazmente digeridos, seus nutrientes deixam de ser absorvidos. Quando apodrecem ou fermentam são criados gases que são tóxicos e até cancerígenos. Estas toxinas podem inicialmente provocar fadiga, irritabilidade dores de cabeça e falta de ar, podendo resultar futuramente em colites, inflamações, prisões de ventre, hipertensão, artrite e outras doenças.

Portanto, as combinações que devemos evitar são:

1. Fruta durante ou depois das refeições.

salada11

Exemplos:

  • Morangos na salada
  • Peixe com molho de manga
  • Tarte de maçã ou morangos frescos à sobremesa

Porque: A fruta passa rapidamente pelo estômago e é digerida nos intestinos. A combinação de frutas com alimentos que demoram mais tempo a digerir como por exemplo carne, grãos ou mesmo frutos com pouca água como bananas, frutos secos ou abacate, a fruta fica muito tempo no estômago e começa a fermentar, como se fosse açúcar.

Alternativa: Coma fruta 30 a 60 minutos antes das refeições. Com o estômago vazio, antes de uma refeição, as frutas preparam o aparelho digestivo para o que vem a seguir. A água hidrata o sistema digestivo, a fibra limpa-o e as enzimas ativam o processo químico da digestão. Depois da refeição espere pelo menos 3 horas antes de comer fruta.

 

2. Proteína animal e amidos

DSC02312

Exemplos:

  • Carne com batatas
  • Frango com massa
  • Sanduíche de peru

Porque: Comer proteínas com hidratos de carbono, tal como carne com pão ou com batatas, os diferentes sucos digestivos se anulam. Juntar enzimas proteicas com as dos hidratos de carbono no mesmo lugar ao mesmo tempo torna tudo “pouco limpo”. Muita gente já está habituada a esta combinação.

Alternativa: Combine a proteína ou amido com vegetais sem amido. Se não conseguir evitar a proteína animal com amido, junte vegetais de folha verde para minimizar os efeitos negativos.

 

3. Gorduras com alimentos maus 

pão de azeitona

Exemplos:

  • Azeitonas com pão
  • Atum com maionese
  • Frango frito em óleo vegetal

Porque: A gordura requer sais biliares do fígado e da vesícula biliar para ser processada. Misturá-la com outras enzimas digestivas pode causar problemas. Por exemplo, grandes quantidades de gordura com proteína atrasam a digestão, de acordo com Donna Gates, autora do The Body Ecology Diet.

Alternativa: Quando cozinhar vegetais, grãos ou proteína, use pequenas quantidades de gordura, de preferência orgânica, ou azeite. As gorduras proteicas como o abacate, sementes e nozes devem ser combinadas apenas com vegetais sem amido. Inclua sempre vegetais de folha verde quando comer gordura.

 

4. Líquidos às refeições  

20130418114229ba7aa2dce54258c0b51886b55e7c6476-320x243.2

Exemplos:

  • Água durante a refeição
  • Sucos durante a refeição
  • Chá logo após a refeição

Porque: A água demora 10 minutos a passar pelo estômago. Suco leva de 15 a 30 minutos. Qualquer líquido no estômago dilui as enzimas que o organismo precisa para digerir proteínas, hidratos e gorduras.

Alternativas: Beba toda a água que deseja pelo menos 10 minutos antes de comer. Depois das refeições espere pelo menos 1 hora antes de beber alguma coisa, ou mais se for uma refeição pesada.

 

5. Duas fontes de proteína concentradas

72962a7e27d46ada68af1ceb3183f51d

Exemplos:

  • Bacon e ovos
  • Nozes e  iogurte
  • Carne e peixe

Porque:  Proteínas concentradas demoram muito para serem processadas, sobrecarregando o sistema digestivo.

Alternativa:  É preferível deixar a carne para o final da refeição. O primeiro prato não deve ser carne, devem ser vegetais ou proteínas leves. A carne deve ser ingerida no final. Não espere mais de 10 minutos entre cada prato na mesma refeição, uma vez que as enzimas e o aparelho digestivo começam a “desligar”. Tara Alder diz que se tiver de combinar proteínas concentradas é melhor juntar vegetais ricos em água, tais como cebolas, couve flor, brócolis ou alface.

Add Comment