Após Rede Globo, equipes da Record e do SBT são hostilizadas em Brasília

Por Eduardo Silvestre

Nos últimos dias todas as emissoras de TV vêm se empenhando para cobrir os protestos que acontecem a todos os momentos nas capitais e até no interior de todo o país. Por vários momentos, manchetes de vários sites e jornais destacaram a forma com o qual o público hostilizou a Rede Globo.

Engana-se quem pensa que só os profissionais da emissora carioca sofreram à tal fato. Segundo informações e imagens publicadas pelo portal ‘iG’, o SBT e a Rede Record foram hostilizadas por vários grupos de manifestantes.

Uma equipe de reportagem do SBT foi recebida com vários gritos que ressaltavam a forma com o qual a mídia manipula as informações. Um dos gritos se generalizou e em Brasília se escutou em um só coro: “Mídia fascista e sensacionalista!”. Por conta disso, os profissionais foram impedidos de trabalhar e abandonaram as gravações se retirando do local.

O mesmo fato aconteceu com as equipes de reportagem da Rede Record, que também foram hostilizadas por pequenos grupos concentrados de manifestantes. A emissora inclusive teve um carro de reportagem queimado na capital de São Paulo, por vários criminosos.

Ontem (19), as cidades Rio de Janeiro e São Paulo voltaram atrás e cancelaram o aumento na passagem do ônibus, além de retroceder os preços nas tarifas do metrô. A medida é considerada provisória e preventiva, e têm por função conter os recentes protestos.

Apesar disso, as manifestações por todo Brasil continuam com mais força. A busca por um país mais justo e melhor para todos os brasileiros promete continuar nos próximos dias, até que algo mude, realmente! 

Add Comment