Carros suspeitos rondam escolas na zona Oeste de Boa Vista

Pais de crianças e adolescentes de vários bairros da zona Oeste de Boa Vista estão preocupados com casos de veículos suspeitos que estão rondando escolas no horário da saída. Segundo denúncias feitas ao G1, homens em carros preto estariam assediando garotas e em alguns casos até tentando arrastá-las para os veículos.

De acordo com uma moradora, nesta segunda-feira (29), por voltas das 11h30, um Siena preto, sem placas, parou ao lado de uma estudante próximo à Políclínica Cosme e Silva e um passageiro chegou a seguir a garota e tentou arrastá-la para o interior do carro.

Segundo a moradora, a garota pediu socorro e dois motociclistas impediram o rapto. “A menina chorava e gritava muito. Os rapazes das motos tentaram dar pauladas e pedradas no veículo, mas o motorista conseguiu fugir”, disse a testemunha que não quis ter a identidade revelada.

A dona de casa disse ainda que uma criança de oito anos foi abusada na rua Santo Antônio, no bairro Equatorial. Ela informou que moradores já viram modelos diferentes como Corsa, Kadett e Celta, em atitudes suspeitas pelos bairros.

“A população está com medo. Professores estão orientando os alunos. Os pais redobraram a atenção nos últimos dias”, relatou.

Uma moradora do bairro Cinturão Verde, mãe de duas crianças, disse que está com muito medo e que leva e busca os filhos na escola. Ela disse que já soube desta história do carro preto no bairro Centenário e que por isso está atenta.

“Toda região está em alerta. O clima é de medo entre pais e estudantes. Falta policiamento”, reclamou a dona de casa que também não quis ser identificada.

De acordo com o Comandante de Policiamento da Capital, coronel Amaro Júnior, o setor de Inteligência da Polícia Militar está trabalhando para identificar estes criminosos. Ele ressalta a importância do registro do boletim de ocorrência para que, diante dos dados, as polícias possam trabalhar.

“Os pais devem orientar os filhos a não darem atenção a estas abordagens. As ações são perigosas e o policiamento está sendo reforçado com a Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM)”, disse o coronel.

Add Comment