Católicos estão mais propensos a aceitarem o aborto do que outras religiões, afirma pesquisa

Philippe Azevedo

A chegada do Papa Francisco ao Brasil traz desafios ao pontifique. Além de tentar reverter a drástica queda dos índices de pessoas que se declaram católicas, o Papa terá a missão de manter as regras da Igreja, como o não aborto, casamento homossexual e a pena de morte.

Uma pesquisa levantada pelo Data Popular revelou que os católicos estão mais propensos a aceitarem o aborto do que outras religiões. Entre os católicos, 25% afirmaram ser a favor do aborto. Já entre os evangélicos/protestantes ficou em 15%. Entre outras religiões, 13% são a favor, e entre ateus e sem religião, 37%.

Quanto a pena de morte, questionados, 45% dos católicos se colocam a favor. Entre os evangélicos o percentual é de 32%. Dos entrevistados de outras religiões, 35% disseram apoiar a pena de morte. Já entre sem religião, a fatia está em 62%.

A legalização da maconha recebeu o apoio de 19% dos católicos, 12% dos evangélicos/protestantes, 29% dos de outras religiões  e de 34% dos sem religião.

O Data Popular perguntou ainda se os entrevistados concordavam com a frase: “Sou a favor que casais do mesmo sexo tenham o mesmo direito de casais tradicionais”. Entre os católicos, 48% se disseram a favor, percentual superior do que o declarado por evangélicos/protestantes: 26%. Entre os de outras religiões, 54% afirmaram ser favoráveis e, entre os sem religião, 49%.

Add Comment