Chuva atinge Belo Horizonte e deixa ruas alagadas e pessoas ilhadas

Philippe Azevedo

Depois do Rio de Janeiro, a forte chuva atingiu Belo Horizonte e Contagem na noite desta quarta-feira (11) alagando ruas, deixando pessoas ilhadas e registros de quedas de árvores.

A Defesa Civil informou que quatro importantes vias estavam totalmente alagadas, por volta das 21h20. O ponto mais crítico, de acordo com a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), foi a Avenida Atlântica, no bairro Castelo, na Região da Pampulha.

Alguns semáforos, devido a forte chuva, também apresentaram problemas. Os bairros Água Branca e parte do Vila Paris ficaram sem fornecimento de luz, por conta da queda de uma árvore sobre a rede elétrica. A informação foi confirmada pela Companhia Elétrica de Minas Gerais.

A Cemig também informa que outro desligamento de energia foi registrado nos bairros de Caiçara e Nova Esperança, na Região Noroeste da capital. A empresa diz que 30% dos consumidores já estão com seu fornecimento de energia normalizado.

MORTE NO RIO

Subiu para três o número de mortes em decorrência as chuvas que atinge no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros de Itaperuna, no Norte Fluminense. Reinaldo de Souza, de 26 anos, estava dentro do carro que foi arrastado pela correnteza. As duas outras vítimas fatais foram o pedreiro Martinho da Silva, de 50 anos, que estava desaparecido e um jovem de 18 anos.

O RIO TRANSBORDOU

Uma casa foi invadida pela água do rio Ribeirão São Pedro na quarta-feira (11) em Jacuí (MG). Utensílios, móveis e roupas das vítimas foram prejudicados. A Polícia Militar informou que logo em seguida o nível da água voltou ao normal.

Add Comment