Devido as manifestações, governo de Dilma Roussef tem queda de 27 pontos em três semanas

Por Philippe Azevedo

A onda de manifestações pelo Brasil, acumulando mais de duas semanas, fez com que Dilma Roussef perdesse 27 pontos percentuais em apenas três semanas, segundo a pesquisa feita pelo Datafolha, finalizada na noite de sexta-feira (28).

Segundo os números, é possível afirmar que, três em cada dez brasileiras aprovam o atual governo.

A atual pesquisa aponta 30% dos entrevistados que acham o governo petista bom ou ótimo, sendo que na primeira semana de junho, o número chegava a 57%, antes das manifestantes tomarem o Brasil. Uma pesquisa feita em março mostrou 65%, mais que o dobro da aprovação atual.

O desempenho de Dilma frente aos protestos também foi questionado aos entrevistados. Para 32%, a postura foi boa ou ótima contra 38% que julgaram regular e outros 26 avaliaram ruim ou péssimo.

O índice, segundo a pesquisa, representa a maior queda de um presidente desde Fernando Collor de Mello, quando o governante aprovou o plano econômico que confiscou a poupança dos brasileiros, em 1990. Na época, a aprovação caiu de 71% para 36% num intervalo de três meses.

A parte da população que considera o governo de Dilma ruim ou péssimo foi 9% para 25%, sendo que a nota média petista caiu de 7,1 para 5,8, em escala de zero a dez.

Quando perguntados sobre o desempenho da presidente na reação aos protestos, 30% disseram que foi bom ou ótimo, contra 38% que acharam regular e outros 26% que optaram por ruim ou péssimo.

A avaliação positiva da gestão econômica do atual governo caiu de 49% para 27%, o que ajuda a explicar a queda da popularidade de Dilma.

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou para menos. Foram ouvidas 4.717 pessoas em 196 municípios.

Add Comment