Indígenas fazem campanha por terras com apoio da população

Constantemente vemos notícias de manifestações e reivindicações feitas pelos indígenas atrás de alcançar melhorias para suas comunidades e, afim de estabelecer seus direitos como principalmente o de “residir” em suas terras.
Essa batalha travada por eles inclui muitos empecilhos, como a autorização e assinatura de autoridades como o do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que depois de passar um período de dois anos sem assinar nenhuma demarcação em todo o país, depois de muita pressão por parte da Comissão Guarani Yvyrupa, aprovou a demarcação da Terra Indígena Jaraguá, em São Paulo.
Porém a campanha do povo guarani continua em busca da demarcação de outras terras como a Terra Indígena Tenondé Porã, por exemplo. A Terra Indígena Tenondé Porã, fica no extremo sul de São Paulo, e sempre foi ocupada pelo povo guarani e os colonizadores que sempre tentaram os tirar do território mas eles resistiram. Lá, vivem cerca de 1500 guarani, vivendo em 6 aldeias diferentes e espremidos em um território minúsculo em condições desrespeitosas para qualquer ser humano.

indígenas
(Foto: Divulgação)

Sendo assim, visando proteger e cultivar a cultura mais antiga do Brasil e, também, as áreas de mananciais que vão garantir o futuro dos índios e dos “brancos” que moram em São Paulo, a campanha “Resistência Guarani” e agora mais especificamente “Agora é Tenondé!”, lutam para a demarcação da Terra Indígena Tenondé Porã. Desde o início da campanha, já foram enviadas milhares de canetas para o Ministro da Justiça por cada assinatura recebida no abaixo assinado. Agora, a cada 2000 emails enviados, será feita uma caravana até Brasília para encontrar o Ministro José Eduardo Cardozo, levar canetas para incentivá-lo a assinar e fazer ainda mais pressão para garantir os direitos indígenas.

Para ajudar na campanha acesse o link e envie seu email: http://paneladepressao.nossascidades.org/campaigns/683

Add Comment