Manifestantes já ocupam a frente da casa do governador Sérgio Cabral há mais de 62 horas

Philippe Azevedo

Cerca de 30 manifestantes ocupa a frente do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, no Leblon, zona sul do Rio, há mais de 62 horas.

O grupo está no local, próximo a residência de Cabral, desde domingo (28). Entre os manifestantes estão, estudantes, professores e ativistas que pedem a saída do governador do cargo.

O grupo também pede a adesão dos motoristas no local. Alguns motoristas passam e buzinam em apoio ao protesto. Vários cartazes são estendidos com dizeres como “fora Cabral” e “cadê Amarildo”.

Três viaturas da Polícia Militar fazem a segurança da portaria do governador. Grades móveis estão posicionadas nas duas pontas da Aristídes Espínola para, no caso de a manifestação se aproximar da portaria do governador, a rua seja fechada.

Na madrugada desta quarta-feira (31), contam os manifestantes, um boato rondou o local dando conta que o acampamento seria desmontado pela Polícia Militar. O boato, contudo, não se confirmou e o grupo permanece.

Com medo de pressão da polícia, os jovens optaram por não armar barracas de camping. Desde domingo, eles dormem ao ar livre em cima de cobertores doados ao grupo. Moradores e ativistas têm dado água, cobertores, livros e alimentação ao grupo dê ocupação.

Add Comment