Música, poesia e percussão na carreira solo de Saulo Fernandes

Por Lucas Rezende ([email protected])

Terça-feira, 12 de fevereiro de 2013. O último dia do carnaval de Salvador não sairá tão cedo da memória de Saulo Fernandes. Foi com uma avenida lotada, repleta de cartazes escritos “Seguindo seus passos onde quer que vá”, que Saulo se despediu da Banda Eva, após onze anos, para seguir um rumo próprio, com uma carreira solo intimista, repleta de música, poesia e percussão.

Em entrevista ao PN, o soteropolitano que começou a cantar no Espírito Santo, contou sobre sua nova fase, percorrendo o Brasil com sua primeira turnê solo e divulgado o DVD gravado para 10.000 pessoas em Salvador. “Sempre tive muita liberdade no Eva, mas com esse projeto solo me sinto ainda mais livre para experimentações das mais variadas possíveis. Posso cantar no trio hoje, fazer um show só no violão amanhã ou até colocar uma orquestra de cordas no palco como já fiz. O caminho é novo, mas permanece meu compromisso com o público de fazer uma música que preencha com alegria e beleza os nossos encontros”, disse.

Inspirado por Carlinhos Brown, Daniela Mercury e Luiz Caldas, Saulo compôs 14 das 17 canções do novo trabalho, imprimindo seu lado poeta – cerca de 35 poesias publicadas – em “Anjo” e “Agradecer”, sem esquecer a afrodescendência herdada na Bahia, com a percussão de “Raiz de Todo Bem”, “Preta” e “Rua15”. “Eu encaro essas novas músicas como um recomeço e isso é motivador! Eu, meus músicos, fãs, estamos todos cheios de gás, de ideias, de vontade. Vou levar esse show do DVD para a estrada com as adaptações necessárias e seguir em frente mostrando minha música”, contou ele que faz apresentações diferentes em cada estado, de acordo com o público e sua vontade.

 Saulo vem contando com o apoio incondicional de Ivete Sangalo, chegando a fechar uma parceira inédita entre sua produtora, a Rua 15 Produções, com a Caco de Telha, da cantora. “Serão duas forças que só vem somar na carreira desse artista que é Saulo. Faremos uma parceira na gestão da carreira solo, administrá-la e trabalhar sua imagem, tanto na venda de shows quanto em campanhas publicitárias”, falou Fábio Almeida, diretor da Caco de Telha.

Ivete, que trata Saulo como um irmão, é tiete assumida e declarou-se para uma multidão em Salvador. “Eu conquistei ele na música, é um irmão, ele está caminhando para um futuro promissor porque quem faz música de amor sempre terá voz para seus fãs. Ele me chama de Maria, né? Ele é um parceiro. E o talento é assim mesmo, quando explode a gente tem que ir atrás e levar”, falou.

Focando no Carnaval de Salvador 2014, Saulo já garantiu espaço nos bloco Cerveja&Cia, na Barra e no Coruja, da Avenida. Do novo repertório, a acelerada “Vú”, composta pelo próprio, já é apontada por muitos como forte candidata a música da próxima folia.

Add Comment