Polícia de Minas Gerais admite que protestos podem impedir o acesso de torcedores ao Mineirão

Coronel

Por Yan Pedro

Nesta terça-feira (25), o Coronel da Polícia Militar de Minas Gerais, Márcio Martins Sant’Ana, revelou que o acesso de torcedores ao Mineirão, para a partida semifinal entre Brasil e Uruguai nesta quarta-feira (26), pode estar compremetido devido às manifestações marcadas pelas redes sociais no entrono do estádio e na hora do jogo. 

“Havendo esse impedimento com centenas de milhares de pessoas, o evento está comprometido. Vamos privar o direito de ir e vir de mais de 60 mil pessoas. Se isso é razoável, que seja feito. É impossível uma força pública, uma força militar, atuar contra cem mil, 120 mil, 130 mil pessoas, que possam em determinado momento impedir o transito”, afirmou o coronel.

No último jogo no Mineirão, sábado, entre Japão e México, também teve prostesto nas ruas que dão acesso ao Mineirão. Segundo a PM, foram 60 mil pessoas. Para quarta-feira, a estimativa é de mais de 100 mil manifestantes. O secretário de Estado de Defesa Social de Minas Gerais, Rômulo Ferraz, entretanto, é mais otimista em relação a realização com sucesso do evento. 

“Esse quadro nós não desejamos e vamos fazer de tudo para que isso não ocorra. Nos dois primeiros jogos, isso praticamente não ocorreu. Embora haja muita especulação nas redes sociais, muita coisa não se confirmou. Temos a expectativa de que vamos garantir que o cidadão mineiro chegue também ao Mineirão”, disse o secretário.

A semifinal da Copa das Confederações acontece nesta quarta-feira, às 16h, no Mineirão.

Add Comment