Reinauguração do Mané Garrincha é marcada por problemas

Dilma

Por Yan Pedro

Após quase três anos de reformas, o Estádio Mané Garrincha foi reinaugurado oficialmente neste sábado (18) pela Presidenta Dilma Rousseff e o Governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz. Mas, apesar de Dilma elogiar a obra e ter mandado um recado aos “pessimistas de plantão”, os torcedores reclamaram da infraestrura do palco da abertura da Copa das Confederações. À tarde, pela final do Campeonato Candango, o Brasiliense venceu, por 3 a 0, o Brasília. Antes da partida, a cantora e viúva de Mané Garrincha, Elza Soares, entoou o hino nacional.

Os torcedores que foram hoje à reinauguração do Mané Garrincha tiveram que superar problemas, tanto na parte estrutural como organizacional. O estádio com capacidade para 71 mil pessoas tem, mesmo após ser reaberto, falhas. Banheiros defeituosos, filas enormes, cambistas, longas caminhadas devido ao fechamento das vias de acesso causaram transtornos aos mais de 20 mil presentes.

Dilma, horas antes da bola rolar, fez elogios ao estádio e criticou os que não acreditavam que tudo estaria pronto a tempo. “Com as entregas demonstramos a capacidade de nós, brasileiros, realizarmos o que muitos pessimistas de plantão diziam que não somos capazes. Por isso, a gente vai acumulando vitórias”, disse a presidente, durante o discurso de inauguração, na manhã deste sábado.

O primeiro jogo do reformulado Mané Garrincha teve a presença do deputado federal e ex-jogador, Romário. O “baixinho” estava ali não somente pela reinauguração do estádio, mas também para acompanhar seu filho, Romarinho. O atacante do Brasiliense ajudou a equipe com uma assitência para Washington fazer dois a zero, além de marcar o último gol. O primeiro gol do moderno estádio foi do lateral Bocão, aos quatro minutos do segundo tempo.

A próxima partida no Mané Garrincha será dia 26, entre Santos e Flamengo, válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. No dia 15 de junho, Brasil e Japão fazem o jogo de abertura da Copa das Confederações.

Add Comment