Victor brilha nos pênaltis, Atlético vence por 2 a 0 Newell’s e avança à final da Libertadores pela primeira vez

Por Yan Pedro

A história da Libertadores foi escrita na base de muita emoção na noite desta quarta-feira (10), no estádio Independência, em Belo Horizonte. Os protagonistas do triunfo por 2 a 0 contra o Newell’s Old Boys, que estará marcado para sempre na memória do torcedor atleticano, foram os pés de Bernardo (autor do primeiro gol) e Guilherme (que fez o segundo) e das mãos do goleiro Victor, que defendeu a última penalidade de Maxi Rodríguez. 

O confronto que decidirá o campeão da Libertadores 2013, entre Atlético e Olímpia (que se classificou ontem, contra o Santa Fé), terá a primeira partida na próxima quarta-feira (17), no Paraguai. 

PRIMEIRO TEMPO

O otimismo e o entusiasmo do tleticano já era grande antes da partida começar, mas, aos dois minutos, aumentaram de forma significante. Diego Tardelli tocou para Ronaldinho, que dominou e lançou Bernard. O jovem atacante da Seleção Brasileira invadiu a área e chutou entre as pernas do goleiro adversário. Aos seis minutos, Jô, perto da meia-lua, chutou forte para a defesa Guzmán.

Bernard comemora o primeiro gol

O Newell’s, aos poucos, conseguia se posicionar melhor em campo, diminuindo a pressão do time da casa. As paralisações médicas – para atender o zagueiro Heinze (que foi substituído por Lopez) e o goleiro Guzmán – que fizeram o árbitro acrescentar nove minutos ao tempo regulamentar, ajudaram a “esfriar” a partida. 

A única oportunidade de perigo argentina, na primeira etapa, aconteceu aos 27 minutos, com Maxi Rodríguez. O meia recebeu bom passe na esquerda, ldriblou Pierre e chutou forte. Victor teve que fazer uma boa defesa. Aos 48 minutos, Josué tabelou com Diego Tardelli, entra na área, mas o goleiro espalmou para escanteio. Três minutos mais tarde, Jô, em direção à bola, recebeu um forte empurrão, com os ombros, do zagueiro hermano. 

Árbitro recebeu muitas vaias da torcida do Galo

SEGUNDO TEMPO

O Newell´s começou melhor que o Galo na segunda etapa. Mantinha mais a posse de bola e quase não sofria ataques perigosos do time da casa. Aos nove minutos, em rápido contra-ataque, os argentinos, por pouco, não empataram a partida. O Atlético seguia sem conseguir pressionar os argentinos, que se posicionados atrás. Aos 32 minutos, outra parada; mas, desta vez, a falta de energia em alguns refletores levou um intervalo de 10 minutos.

Ronaldinho

No retorno da partida, o técnico Cuca fez duas alterações. Alecsandro entrou no lugar de Diego Tardelli e Guilherme na vaga de Bernardo. E foi justamente Guilherme quem fez o tão esperado 2 a 0. Aos 58 minutos, Guilherme pega sobra da zaga, domina e acerta um chutaço no canto esquerdo da meta argentina.

Dois minutos mais tarde, Ronaldinho, dentro da área, limpou o defensor e, de canhota, chutou em cima da defesa argentina. A bola pegou efeito e quase balançou as redes. A disputa foi para os pênaltis.

Victor foi o herói novamente

Atlético: Alecsandro (C) , Guilherme (C), Jô (E), Richarlyson (E) e Ronaldinho Gaúcho (C)

Newell’s Old Boys: Scocco (C), Vergini (C), Casco (E), Cruzado (E) e Maxi Rodriguez.(E).

Add Comment