“Vim para isso”, diz pai de menino que foi beijado pelo Papa


(Foto: Reprodução/UOL)

Philippe Azevedo

O Papa Francisco, quando passou pela Avenida Presidente Vargas, quebrou o protocolo e abriu o vidro do carro onde estava causando uma grande aglomeração em volta do veículo. Um pai, Rodrigo Coelho, conseguiu barrar a segurança e pediu para que o pontifique abençoasse o seu filho. O ato foi registrado por várias câmeras e jornalistas.

Em entrevista ao portal UOL, Rodrigo que saiu de Carneirinho, cidade de cerca de 10 mil habitantes no oeste de Minas Gerais, teve uma única intenção: “Que o papa pegasse e abençoasse meu filho”. “Foi muita emoção”, disse Rodrigo, depois que Miguel Braga Coelho ganhou um beijo do papa.

“Nós já viemos com essa intenção”, explicou Rodrigo, que é encarregado administrativo, aos repórteres que o cercaram. “Nós sabíamos que o papa poderia segurar algumas crianças”. 

Com o bebê no colo, Rodrigo se posicionou em local estratégico, diante de dezenas de fotógrafos que aguardavam o papamóvel despontar. Conseguiu se manter na posição mesmo depois que dezenas de pessoas foram retiradas do local por estarem à frente do cordão de isolamento.  “Consegui!”, repetia o pai, emocionado.

Add Comment